Câmara de Codó recebe trabalhadores rurais para reunião sobre a manifestação de oito de março

Vereador Waldeck Frota conversa com trabalhadores

Vereador Waldeck Frota conversa com trabalhadores

Homens e mulheres do campo e produtores rurais foram recebidos na Câmara Municipal de Codó para reunião sobre a mobilização que irá acontecer no próximo dia oito. Os trabalhadores se encontraram com o vereador Waldeck Frota, que, representando o parlamento, prestou apoio na organização do movimento que pretende parar o fluxo da BR – 316 no dia oito de março.

De acordo com o parlamentar, a Câmara Municipal de Codó e seus vereadores estarão ao lado dos trabalhadores em apoio as suas reivindicações na manifestação de oito de março. “Essa é uma reunião de apoio logístico aos trabalhadores, na organização das comunidades para esta grande mobilização popular. Eles irão reivindicar uma pauta extensa, incluindo pendências de governos passados, do Governo Federal e do Governo do Estado. Estou aqui representando também os demais colegas e dizendo que estaremos ao lado dos trabalhadores. Agradecemos o apoio da Presidência da Câmara, na pessoa do vereador Expedito Carneiro e também a imprensa”, comentou o edil

Manifestação dia oito de março

Manifestação dia oito de março

Contra as reformas da previdência                       

Os trabalhadores que representam diversas comunidades da zona rural do município de Codó irão bloquear a BR-316 no dia 8 de março, com reivindicações para os governos municipal, estadual e federal. Dentre as reivindicações estão: a recuperação de estradas vicinais (municipal); recuperação da MA-026, trecho que liga Codó, Km 17 e região do Triangulo e o bloqueio de recursos para o município de Codó (estadual) e ação de manifestação contrária as reformas da previdência.

Comunidades do campo unidas

Comunidades do campo unidas

A líder do movimento e representante da Associação dos Produtores Rurais da Comunidade Quebra Coco, Francisca das Chagas Silva Gonzaga, explicou que será uma manifestação pacífica e em prol dos direitos dos trabalhadores rurais. “Esperamos e contamos com a presença de todos, pois precisamos chamar a atenção das autoridades em todas as esferas do poder. Estamos isolados, sem estradas vicinais para escoar a produção, precisamos da recuperação da MA – 026 e estamos dizendo não a reforma da previdência, pois isso afeta diretamente. O agricultor não tem condições físicas para esperar até os 70 anos para receber seu benefício”, explicou.

Chagas lembrou que a manifestação começará às seis horas da manhã do dia 8 de março, com a BR – 316 bloqueada, sendo permitida a passagem apenas de ambulâncias. Os manifestantes estimam a presença entre mil e mil e quinhentas pessoas as margens da via federal.

Ascom – CMC

Deixe o seu comentário